Eu escuto · Eu senti. · Eu vi · Hoje, eu vi. · XXX

XXX-BANANA! 

Quando um macaco estiver desesperado demais para pensar,  dê-lhe uma banana? 

Se a inteligência de alguém ou o que nos diferencia dos animais é medida por saber diferenciar o certo e o errado do que eles fazem,  como deveríamos chamar alguém que tem a sabedoria necessária para ser diferente e age da mesma forma,  mesmo pensando diferente? 

Seja um primata consciente ou um macaco maldoso,  todos sabem ao que esse tipo de escolhas erradas levam:  

Perda Total. 

Para sempre seu,  Transpectro

Eu vi · Hoje, eu vi. · Recomendando · XXX

XXX- AQUELES NA CHUVA

Assim como a seca que vê a chuva,  alguns de nós têm a sorte ou o azar de sermos purificados.

Quando isso acontece leva o passado para longe,  aproxima o futuro agridoce que nem achávamos existir e acaba nos fazendo ver coisas que antes não fazíamos idéia. 

Assim como a chuva e para os que estão nela,  tão frios e arrependidos,  os ventos sopram,  dando o ar de sua presença cruel,  jogando alguns para fora de sua própria perspectiva e alcançando até mesmo aqueles que observam tudo de sua janela segura. 

Para aqueles que foram inundados pela dor e para aqueles cujos ventos levaram tudo,  erga a mão e ofereça um brinde: um brinde a nós,  perdedores desesperados na chuva. 

Eu senti. · Eu vi · Hoje, eu vi. · XXX

XXX- SOBRE AS ESTRELAS

Ah… quem nunca desejou ser uma estrela?  

Vê-las tão fantásticas mesmo de longe nos faz querer ser notados,  assim como elas são. 

Mas parece que em se tratando de alguns de nós ,  a única semelhança com as estrelas é na hora da queda: 

Rápido como uma cadente,  em direção ao nada. 

Para sempre seu,  Transpectro. 

Eu senti. · Eu vi · Hoje, eu vi. · XXX

Faça um desejo ~bebê chorão~

Quando criança,  todo mundo já fez um pedido. 

Alguns pediram para que a vida lhe trouxesse bons frutos e amigos. 

Outros pediram para que a vida lhes trouxesse as maiores felicidades disponíveis,  além de paz. 

O que nenhuma criança esquece mesmo é como os sonhos foram importantes para elas,  mesmo quando já estão descrentes demais para pedir pelo futuro e acreditar no que já pediram. 

Mas o mais assustador é sem dúvidas quando uma criança pede que a vida lhe traga a morte ou a solidão ,  porque só se tem uma certeza sobre isso:  ela vai viver mais do que todos os outros. 

De repente as crianças notam que tudo,  menos seus desejos,  foram atendidos. 

Alguns de nós acabam voltando  a ser pequenos e choram nos braços da mamãe como antes,  ou então, obrigados pela vida a estar absolutamente solitários,  até notar o que é realmente importante. 

Alguns estão parados pela janela,  esperando o momento para ir embora na chuva. 

Se este mundo é uma conexão neural em que nossos desejos são recebidos e atendidos,  porque parece que as coisas mais preciosas para nós estão cada vez mais distantes? 

Talvez seja o ponto de vista ou,  a pessoa na vista. 

Mas a vida vai continuar trazendo o que ela achar melhor,  o que é realmente curioso. 

Se o seu desejo foi atendido,  faça uma prece.  Através da Lua e do Sol: 

Eu quero estar ao seu lado. 

Eu quero realizar seus desejos e ser o que você pediu antes. 

Mas mesmo esse pedido vai desencadear uma série de coisas inesperadas, não é? 

Permaneça no mundo real,  mas,  continue fazendo um desejo. 

Para sempre seu,  Transpectro. 

Eu senti. · Eu vi · Hoje, eu vi.

XXX- A Chama

Dizem as más línguas que cada um possui dentro de si uma chama.

Não importa como ou porque, essa chama sempre nos mantém ligados ao que mais amamos e na mesma proporção, ao que mais tememos.

E quanto mais tentamos fugir dessa fagulha que há dentro de si, mais nos esquecemos de quem somos e de como estamos sendo cada vez mais consumidos pelo fogo, até que não reste mais nada. De alguma forma, estamos acorrentados e somos refém desta mesma chama.

Mas quem nunca desejou trocar de algemas que atire a primeira pedra.

Essas estão ardendo no fogo, tão desesperadas para se afastar do calor de todos e de si mesmo que acabam caindo em um abismo gelado, sem chance de retorno.

Bem, será que lá servem bebidas?

Para sempre seu, Transpectro.